quinta-feira, 16 de abril de 2009

As idéias dos teóricos “Karl Marx”e “Friedrich Engels”- e a visão deles sobre a sociedade e a educação.

Texto dissertativo sobre as idéias dos teóricos “Karl Marx”e “Friedrich Engels”- e a visão deles sobre a sociedade e a educação.



Segundo Karl Marx e Friedrich Engels para transformar a sociedade capitalista que ele considerava injusta, exploratória e desigual, o homem só poderia recuperar sua condição humana se despertasse para a educação, porque somente o conhecimento trazido por meio da educação nas escolas, seria o recurso de fundamental importância na luta dos trabalhadores por uma sociedade igualitária.

Uma de suas grandes contribuições foi a de oferecer aos trabalhadores, informações que explicavam o funcionamento da sociedade capitalista a qual ele já havia investigado e compreendido.

Entendiam que o contato com o processo de produção, o conhecimento das fases de de construção de um produto, era importante aos indivíduos, pois este contato viria confirmar que é o homem, ser social que poderá criar, desenvolver e tranformar o mundo em que vive.

As idéias de Marx e Engels, para o processo educativo era a “educação politécnica”, a relação entre trabalho e ensino, isto é, formação acadêmica juntamente com o trabalho produtivo. Assim então, seria composto o maior e mais seguro caminho para uma transformação social.

Partindo dessa idéia de educação politécnica, criou-se três pontos importantes:
1- O ensino geral abrangeria literatura materna e estrangeira, línguas e ciências, com isso aumentaria o nível de conhecimento, o que possibilitaria aos trabalhadores uma ampla e crítica visão sobre essa sociedade.
2- As atividades físicas deveriam proteger a integridade e o desenvolvimento das crianças.
3- Os estudos tecnológicos ofereceriam o conhecimento científico, que permitiria ao estudante aprender o processo de produçaõ e manuseio de instrumentos de todas as áreas industriais.

Para que esse sistema fosse estabelecido nas escolas, elas teriam de funcionar em tempo integral, porque esse funcionamento propiciaria ao aluno, no primeiro período o aprendizado pedagógico e no segundo período, aquisição do conhecimento do processo produtivo.

Uma educação politécnica, de acordo com Marx e Engels, possibilitaria ao indivíduo um desenvolvimento pleno, a que deu o nome de “hominilateralidade” e não uma formação “unilinear”, ou seja, uma única formação.

Especificaram que somente um ser humano pleno, com formação diversificada, poderia colocar um “fim” à alienação estabelecida no sistema capitalista.

Afirmaram que o ensino deveria ser obrigatório, público, gratuito e universal, principalmente o ensino fundamental, o mesmo, não deveria ser oferecido pelo Estado, porém, o Estado forneceria recursos para a concretização da escola politécnica administrada pelos trabalhadores.

Podemos perceber que as idéias de Marx e Engels influenciaram com certeza a educação dos dias atuais, relacionamos seus pensamentos com os pensamentos do educador Paulo Freire por exemplo, que defendia uma pedagogia da autonomia, e não aceitava desigualdades sociais.

Constatamos que as idéias de Marx e Engels integram a “Constituição” e o “Estatuto da Criança e do Adolescente”, que reza a obrigatoriedade de uma educação pública e gratuita.

Hoje, em nosso Estado, instalou-se em algumas escolas, um programa de educação integral. Porém, ainda não foi oferecido ao educador recursos materiais necessários para um trabalho adequado.

Em meu Município a educação da rede municipal conta com duas escolas com funcionamento semi - integral, também dividida em dois períodos. Essa prática educativa já acontece há quinze anos.

Verificamos então, que ao homem cabe a transformação da sociedade, por meio de sua ação, portanto, para que isso aconteça, nossas crianças devem receber uma educação plena e de altíssima qualidade.

2 comentários:

  1. amei seu blog, já estou seguindo, seu trabalho é de muito valor para mim que estou cursando faculdade de licenciatura em história. Um beijo.

    ResponderExcluir